Seja Bem Vindo!

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

LIBERDADE E SABEDORIA CRISTÃ COM RELAÇÃO ÀS BEBIDAS


LIBERDADE E SABEDORIA CRISTÃ COM RELAÇÃO ÀS BEBIDAS



Eclesiastes 2:3 Busquei no meu coração como estimular com vinho a minha carne, sem deixar de me guiar pela sabedoria, e como me apoderar da estultícia, até ver o que era bom que os filhos dos homens fizessem debaixo do céu, durante o número dos dias de sua vida. Suco de uva não estimula o corpo, é simplesmente agradável ao paladar.

Eclesiastes: 9:7 Vai, pois, come com alegria o teu pão e bebe o teu vinho com coração contente; pois há muito que Deus se agrada das tuas obras.

Deut.: 14:26  E aquele dinheiro darás por tudo o que desejares, por bois, por ovelhaspor vinho, por bebida forte, e por tudo o que te pedir a tua alma; comerás ali perante o Senhor teu Deus, e te regozijarás, tu e a tua casa"Bebida forte" este caso dispensa comentários.

Eclesiastes 10:19  para rir é que se dá banquetee o vinho  alegra a vida.  Suco de uva não alegra ninguém,  este vinho tem álcool. Ver Prov. 31: 6.

IMPORTANTE: Os vinhos usados na páscoa e na última ceia do Senhor (fruto da vide) não eram fermentados (alcoólicos), posto que o fermento neste caso simboliza o pecado, a exemplo dos pães asmos, porém era de costume do povo Judeu, ingerir vinho fermentado, servidos com porções de água, segundo os eruditos da bíblia. 

Romanos 14:23   Não bebas mais água só, mas usa um pouco de  vinho, por causa do teu estômago e das tuas freqüentes enfermidades.  Alcoólico, c/ função ansiolítica, pois suco de uva  não inibe a glândula  gástrica, que produz a gastrina (ácido) no estômago.

Colossenses 2:20. Se morrestes com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos sujeitais ainda a ordenanças, como se vivêsseis no mundo, 21 tais como: não toques, não proves, não manuseies 22 as quais coisas todas hão de perecer pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens? 23 As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria em culto voluntário, humildade fingida, e severidade para com o corpo, mas não têm valor algum no combate contra a satisfação da carne.

Que bom seria, se os religiosos atentassem para os ensinamentos de Jesus e a sabedoria de Paulo. Jesus se fez de homem para falar aos homens, Paulo se fez de bobo para pregar o evangelho.  Os religiosos inventam costumes extra bíblicos, se colocam em um pedestal de ignorância, alto o suficiente para  perder a comunicação com o mundo e impedir o progresso da igreja.  Falo deste assunto com tristeza. A igreja atual aceita, para seus fieis, todo o tipo de anti-depressivos farmacêuticos e execra o fumante,  e por ignorância, repugnam  o cheiro da fumaça do tabaco, quando a substância que realmente é prejudicial no cigarro é a nicotina que é tão inodora quanto aos diazepínicos e outros do gênero, se não, menos nociva. O  hábito  de fumar é extremamente prejudicial à saúde, assim como o hábito da ingestão de bebidas alcoólicas com embriaguez, este último com graves conseqüências sociais, portanto, consiste em  pecado, assim como o hábito de assistir TV, que não faz mal para o cérebro e nem para o fígado, mas destrói  o espírito e faz com que a pessoa adquira  o caráter da sociedade e não o de Cristo. A TV impõe um modelo social consumista, induz o homem ao vício de jogos de torcida, entretenimento fútil, e à ignorância, um modelo dominado pelo ser das trevas, inibe a criatividade e a capacidade de leitura, até da própria Bíblia, e não traz aquela frase: aprecie com moderação, ou a outra mais adequada a ela: assistir TV faz mal a saúde.

Não há nada de errado em tomarmos vinho ou qualquer outra bebida, desde que moderadamente. Jesus nos ensina o ato de vigiar, isto se ajusta perfeitamente ao momento em que estamos alegres e festivos, com  tendência aos exageros, mas para quem está em Cristo, nenhuma condenação há, se somos todos pecadores, segundo  a própria palavra de  Deus, Vivendo pela graça, temos como nosso advogado O Senhor Jesus.  A palavra é:   





Em 1.972, numa reportagem de capa, a revista Time, chamou o Dr. Robert Coles de “O mais influente psiquiatra vivo dos Estados Unidos”, com  60 livros editados , dando aulas na Harvard Midical Schol, palestras sobre literatura da transcendência, crítico literário, pelo menos mil artigos sobre diversos temas, incluindo pobreza, direitos civis, trabalhadores rurais, crianças, um Premio Pultzer em 1.973. Mais tarde, ele foi  escolhido pela fundação MacArthur, para receber a medalha de gênio, que incluía uma gratificação em dinheiro,  que permitiu a ele, mais tempo para pesquisar e escrever. Em 1.999, quando completou 70 anos, ainda estava produzindo em grande quantidade, tanto livros quanto artigos. O presidente Clinton reconheceu seus feitos, dando a ele a medalha da liberdade, “a mais alta condecoração civil dos Estados Unidos”.
Nos gráficos que Coles possuía, sobre o desenvolvimento moral, o amor magnânimo pelos inimigos, aparecia no topo, sendo um nível atingido apenas por um punhado de santos preciosos.
Agora, dá pra acreditar?  Robert Coles, Dr. Em divindade, bebia e lutava contra surtos de depressão. Na maior parte do tempo estava  melancólico, mais  como uma pessoa que precisa de terapia do que alguém apto a aplica-la (do livro de  Phillipi Yancey: “Alma Sobrevivente”).





Este simpático cidadão era vegetariano, não bebia e não fumava.

Sob a liderança de Adolf Hitler, com uma ideologia racialmente motivada, o regime nazista perpetrou um dos maiores genocídios da história da humanidade, matando pelo menos 6 milhões de judeus e milhões de outras pessoas que Hitler e seus seguidores consideravam como Untermenschen ("sub-humanos") e socialmente "indesejáveis". Os nazistas também foram responsáveis pela morte de mais de 19,3 milhões de civis e prisioneiros de guerra. Além disso, no total, 29 milhões de soldados e civis morreram como resultado do conflito na Europa durante a Segunda Guerra Mundial. O número de fatalidades neste conflito foi sem precedentes e ainda é uma das guerras mais mortais da história (Wikipédia).

A vida parece ser um enigma diante do comportamento humano e suas diversidades. Tento entender por que sou o que sou, mas percebo que não sou capaz, por isso parafraseio Paulo: “Dos pecadores sou o maior, pois o bem que quero não faço, mas o mal que não quero esse eu faço.

SOBRE O MAL USO DAS BEBIDAS ALCOÓLICAS
O TEXTO SEGUINTE FOI EXTRAÍDO DE UM ARTIGO DO MÉDICO PSIQUIATRA
DR. HERON LIMA, BH-MG


*Muitas pessoas, têm dificuldades relacionadas ao uso de  bebidas alcoólicas. São pessoas que na maioria das vezes, não querem e nem precisam parar completamente de beber. Não conseguem beber de uma forma menos compulsiva, não conseguem administrar melhor a maneira de  beber para usufruir dos benefícios das bebidas.

Pessoas assim, geralmente não precisam e nem estão interessadas  em parar de beber. Comumente não se encaixam naquele tipo de usuário chamado ALCOÓLATRA,  que vive o dia inteiro praticamente por conta da bebida. Este grupo que representa a maioria das pessoas com dificuldades relacionadas ao mau uso de bebidas alcoólicas, normalmente não encontra alternativas consideráveis de ajuda. Pessoas nesta situação, podem minimizar ou reduzir o problema totalmente  seguindo os conselhos abaixo:

Não compre bebidas destiladas, se as ganhar não as mantenha em casa.
Almoce nos finais de semana no horário de costume.
Não seja o primeiro a chegar nas festas nem o último a sair.
Procure, na medida do possível, sair com pessoas que não gostam de encher a cara.
Alimente-se sempre antes de beber, comendo algo em casa antes de ir para, festas ou comemorações.
Tome, todos os dias 3 copos de água antes de sair do trabalho.
Tome, 6 copos de água diariamente.
A cada copo de bebida que tomar tome um copo de água.
Nunca misture tipos diferentes de bebidas.
O PRINCIPAL: "EVITE AO MÁXIMO O USO DE BEBIDAS DESTILADAS".*


Descobrir as causas que levam o indivíduo a beber compulsivamente, talvez seja o caminho mais curto para se livrar do problema. Causas como opressão, ansiedade, depressão, frustração, obsessão, traumas no decorrer da vida, perdas sucessivas, ou até neurose hereditária, podem estar associadas aos comportamentos compulsivos de uma forma geral.


Henrique Gomes




"O HOMEM QUE SE EMBRIAGA NÃO É SÁBIO
E DEUS NÃO SE AGRADA DOS TOLOS"

Nenhum comentário:

Postar um comentário